NARRATIVAS DE PROFESSORES INDÍGENAS SOBRE O COTIDIANO ESCOLAR: perspectivas e desafios para pensar a educação escolar indígena

O presente artigo traz uma discussão sobre como as professoras indígenas que atuam no Ensino Fundamental I, na Escola Índios Tapeba, no Estado do Ceará, desenvolvem suas práticas pedagógicas em sala de aula para que o projeto de educação diferenciada e intercultural seja efetivado em sala de aula. As discussões aqui apresentadas tratam de parte dos resultados das entrevistas realizadas durante aminha pesquisa de Dissertação de Mestrado em Formação de Professores na UEPB.A pesquisa realizada se situa no campo da Educação com ênfase nos estudos sobre formação de professores em interface com os estudos sobre interculturalidade. Foi utilizado como referencial teórico os estudos desenvolvidos por Tardif (2002), Candau (2011), Bergamaschi (2012) e Chauí (2014). Como metodologia, foi utilizada a pesquisa qualitativa do tipo etnográfica. O artigo, leva-nos a refletir sobre quais a importância e da formação em magistério nas práticas pedagógicas dos professores indígenas. Também nos instiga a pensar de que modo essa formação em magistério tem contribuído para o desenvolvimento de uma educação escolar indígena diferenciada e intercultural.

Acesse aqui o arquivo em PDF

Pesquisador: Vanessa Lopes da Silva (Mel)

Fonte: http://periodicos.uern.br/index.php/RECEI/article/view/2303

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s